Alexandre de Moraes dá 48 horas para juiz enviar ao STF provas obtidas com hackers

Por Gabriela Coelho

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, deu 48 horas para o juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, enviar à corte cópia integral do inquérito e de todo material apreendido durante a chamada operação spoofing, que investiga o hackeamento dos celulares do ministro da Justiça, Sergio Moro, de procuradores da “lava jato” e de outras autoridades do país.

Na decisão, Alexandre afirma que notícias apontam “indícios de investigação ilícita” contra ministros do Supremo.

Nesta quinta-feira (1º/8), o ministro Luiz Fux concedeu liminar determinando a preservação das provas já colhidas na operação. “Peço ainda a cópia do inteiro teor do inquérito relativo à referida operação, incluindo-se as provas acostadas, as já produzidas e todos os atos subsequentes que venham a ser praticados. Todos esses elementos deverão ser acostados aos autos em apenso, que tramitará sob segredo de justiça.”

Clique aqui para ler a decisão do ministro Alexandre de Moraes.
INQ 4.781

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 2 de agosto de 2019, 10h58

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s